Dicas

Užupis – o país mais surreal que você nunca ouviu falar

Numa dessas conversas sobre um mochilão de um amigo, ele abre o passaporte e começo a folhear. Entre vários carimbos comuns,  um me chamou atenção:

12798856_10153905080745729_2378098152956276940_n-e1457785797423.jpg

“-Que país é esse, onde conseguiu isso?”
“- Consegui esse carimbo numa loja de artesanato.”

E assim fiquei sabendo do país mais exótico que nunca tinha ouvido falar antes.
Esse lugar se chama “Užupis” e fica dentro da Lituânia. Užupis declarou-se como uma República Independente em 1997, independência que é comemorada todo ano no Dia da Mentira.

Esse país – que tem 600m² de tamanho (!!) – tem sua própria bandeira, unidade monetária, presidente e constituição própria. Além do exército (que é composto por aproximadamente 12 pessoas).

Ahh, também tem um parlamento, ou melhor “barlamento” pois sim, ele fica dentro de um bar:
uzupis

Por muito tempo a região que hoje fica Užupis era isolada da capital da Lituânia pelos rios que cercam a cidade, formando assim uma fronteira natural. Aliás Užupis significa “do outro lado do rio”. Durante séculos aquele bairro foi ocupado por judeus, que acabaram sendo dizimados e evacuados do lugar devido ao Holocausto. Depois de um tempo vários mendigos, prostitutas e marginais retomaram a região, que era totalmente negligenciada pelo país. Vários artistas também começaram a ocupar o lugar, e foram essas pessoas que deram uma nova cara ao lugar. Faziam esculturas, pintavam as paredes como queriam, promoviam encontros musicais. Tudo sem nenhuma intervenção política da Lituânia.

Então que que esses artistas decidiram fazer? Declararam Užupis independente e a brincadeira parece que ficou séria. Eles até tem uma embaixada no Brasil e um Consulado em São Paulo!! O embaixador no Brasil é músico, assim como o atual presidente do país, Romas Lileikis, que é músico, poeta e diretor de cinema!

Assim que o país declarou sua independência, a primeira grande iniciativa tomada pela República foi construir um monumento em homenagem à Frank Zappa:

uzupis-vilnius-lituania-frank-zappa

No país, várias esculturas de personalidades como Marx e Lenin foram derrubadas e deram lugar a diversas outras esculturas, digamos exótica, como o Jesus Cristo mochileiro, com direito a saco de dormir e tudo, de braços abertos abençoando os mochileiros do mundo:

vilnius-lituania-estatua-jesus-mochileiro

Užupis fica localizada em um distrito de Vilnius, a capital da Lituânia. Você vai saber quando chegar lá assim que avistar essa placa:

800px-Lithuania_Vilnius_Užupis_sign

Cada desenho tem um propósito:

  • Todo mundo deve estar sorrindo.
  • Velocidade do país permitida é de 40km/h.
  • A Monalisa indica que ali é um distrito artístico.
  • Cuidado com o rio!

Como todo país que se preze, Užupis também tem sua constituição, que pode ser encontrada afixados em uma parede em três idiomas – é também possível levar a constituição para casa.

uzupis-vilnius-lituania-constituicao

  1. Todo mundo tem o direito de viver à beira do Rio Vilnia e o Rio Vilnia tem o direito de correr por todos.
  2. Todo mundo tem direito à água quente, aquecimento no inverno e a um teto.
  3. Todo mundo tem direito de morrer, mas isso não é uma obrigação.
  4. Todo mundo tem o direito de cometer erros.
  5. Todo mundo tem o direito de ser único.
  6. Todo mundo tem direito de amar.
  7. Todo mundo tem direito de não ser amado, mas não é obrigatório.
  8. Todo mundo tem o direito de ser banal e desconhecido.
  9. Todo mundo tem direito ao ócio.
  10. Todo mundo tem direito de amar e cuidar de um gato.
  11. Todo mundo tem direito de cuidar do cão até que um deles morra.
  12. Um cão tem o direito de ser um cão.
  13. Um gato não é obrigado a amar o seu dono, mas deve ajudá-lo em tempos difíceis.
  14. Todo mundo tem o direito de não estar ciente de seus deveres de vez em quando.
  15. Todo mundo tem direito de estar em dúvida, mas isso não é uma obrigação.
  16. Todo mundo tem direito de ser feliz.
  17. Todo mundo tem direito de ser infeliz.
  18. Todo mundo tem direito de ficar em silêncio.
  19. Todo mundo tem direito de ter fé.
  20. Ninguém tem direito à violência.
  21. Todo mundo tem o direito de observar a própria insignificância.
  22. Ninguém tem o direito de ter um projeto em eternidade.
  23. Todo mundo tem direito de entender.
  24. Todo mundo tem o direito de não entender nada.
  25. Todo mundo tem o direito de ter qualquer nacionalidade.
  26. Todo mundo tem direito de celebrar ou não celebrar seu aniversário.
  27. Todo mundo deve se lembrar do próprio nome.
  28. Todo mundo pode compartilhar o que tem.
  29. Ninguém pode compartilhar o que não tem.
  30. Todas as pessoas têm direito de ter irmãos, irmãs e pais.
  31. Todo mundo pode ser independente.
  32. Cada um é responsável pela sua própria liberdade.
  33. Todo mundo tem o direito de chorar.
  34. Todo mundo tem direito de ser mal interpretado.
  35. Ninguém tem o direito de culpar ao outro.
  36. Todo mundo tem o direito de ser único.
  37. Todo mundo tem direito de ter direitos.
  38. Todo mundo tem o direito de não ter medo.
  39. Não se deixe vencer.
  40. Não se vingue.
  41. Não se renda.

Užupis, que virou um Patrimônio Mundial da UNESCO, é bastante comparada ao bairro de Montmartre, de Paris, pela quantidade de galerias de arte, workshops de artistas, esculturas e cafés pelas ruazinhas do país.

Abaixo mais algumas fotos pra você definitivamente colocar esse país na sua lista de lugares pra conhecer!

 

Fotos e algumas informações foram retiradas aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s